Tag Archive eletricista

eletricista empreendedor os 7 passos

OS 7 PASSOS DO ELETRICISTA EMPREENDEDOR

Empreendedorismo, empreendedor… são palavras da moda, mas afinal o que isto significa? O que é ou o que caracteriza um empreendedor? E em relação a ser um Eletricista Empreendedor? Vamos ao longo desse artigo entender e responder essas perguntas.

Entre outras características, pode se considerar um empreendedor um indivíduo criativo, inovador e que se dispõe a investir, investir neste caso diz respeito a correr riscos; bem, se você não reúne essas características pode ser que esteja tentado a abandonar o texto, não faça isto!

Veja, pode ser que você de fato não possua essas características, não tenha nascido com elas ou não as tenha desenvolvido ainda. Opa! Olha o que eu disse, ainda. Destaco bem este ainda pois acredito que são características que podem se desenvolvidas; aliás, acredito que o ser humano é capaz de se desenvolver no que bem entender, basta ter vontade, a partir da vontade se buscam técnicas, orientações etc…

Ok, de maneira muito simples entendemos algumas características do empreendedor e que se você não as têm; é perfeitamente possível desenvolvê-las, agora por quê? Por que ser um empreendedor? Por que fazer um esforço para desenvolver as características de um empreendedor? Essas são questões legítimas e pertinentes, assim vamos focar na principal razão de ser um empreendedor.

O Eletricista Empreendedor na era da Informação

Vivemos a era da informação, onde tudo é pra ontem, os consumidores estão mas conscientes e exigentes, tudo muda o tempo todo e por tudo isso a concorrência está cada vez mais acirrada, assim para o prestador de serviço qualquer detalhe pode fazer a diferença, qualquer detalhe pode ser decisivo. Relembre algumas das características que citamos: o empreendedor é criativo e inovador, então o indivíduo que possui essas características tem muito mais chances de sobreviver nessa selva feroz, então se ser um empreendedor é uma questão de desenvolvimento e isso é vital para a sobrevivência a pergunta não é “por que ser um empreendedor?” e sim “por que não ser um empreendedor?”

Além disso é importante dizer que isso não vale apenas para quem quer ser ou é dono de seu próprio negócio. Muitas vezes cometemos o equívoco de achar que só o patrão é empreendedor. Não, na verdade isso vale também para quem é empregado. Reflita se tudo que disse acima quando me referi à era da informação não vale também para quem é empregado. Afinal quem é empregado é exigido por qualidade, produtividade, tem um monte de gente querendo seu emprego e por aí vai. Então é fundamental que em seu emprego você apresente um diferencial, uma atitude empreendedora, fazendo isso, não tenha dúvidas de que você aumenta sua empregabilidade, afinal qual é o empresário que não deseja um funcionário que pensa “fora da caixa” e que sempre apresenta soluções para os problemas.

Agora falando especificamente para você, amigo eletricista, por que, além de todas as razões acima você deve ser um empreendedor. Veja, quando digo empreendedor, estou falando empreendedor de verdade. Importante enfatizar isto porque não basta somente dizer que é empreendedor, é preciso viver isto, manifestar atitudes empreendedoras acima de tudo.

Por que é tão importante o Aspecto Comercial?

Ao longo de minha carreira observei que muitos profissionais; bons tecnicamente sucumbiram porque não se comportavam adequadamente sob o aspecto comercial. Isso é extremamente importante e muitas vezes deixado de lado por profissionais; sobretudo profissionais de áreas mais técnicas, como a do eletricista, por exemplo.

Isso é uma sacada muito importante e sobre a qual você eletricista deve refletir. Será que você tem apresentado uma atitude comercial adequada? Será que você acha que basta fazer uma boa instalação e o cliente estará satisfeito? Será que você já não perdeu serviços porque o cliente não simpatizou com você? Isso pode ter ocorrido e você nem se deu conta. Aliás, tenho um exemplo que vivencie em relação a isto; certa vez conquistei um serviço cobrando mais que meu concorrente simplesmente porque o cliente não gostou da maneira como a proposta do concorrente foi apresentada. Pois é, este é um exemplo real e prático de como um detalhe pode fazer toda a diferença.

Outro aspecto importante é que o serviço do eletricista não é um serviço qualquer, envolve riscos, muitas vezes complexos e exige que o profissional inspire confiança, com uma atitude empreendedora isso se torna muito mais fácil, você não somente inspira, mas conquista a confiança de seu cliente.

Os 7 Passos para se Tornar um Eletricista Empreendedor

Mas afinal, o que o eletricista que deseja ser um empreendedor deve considerar, que conhecimentos ou atitudes deve ter. Veja abaixo aquilo que chamo de os 7 passos para se tornar um eletricista empreendedor:

Passo 1 – Conhecer o cliente: O eletricista precisa saber quem é seu cliente e que fazer para conquista-lo;

Passo 2 – Apresentar-se com boa postura: isso é primordial para que um eletricista empreendedor obtenha destaque em meio ao mercado;

Passo 3 – Elaborar adequada proposta de serviço: Lembre de meu exemplo acima;

Passo 4 – Formalizar-se; Muitas vezes o cliente exige nota fiscal e atualmente é muito fácil atuar de maneira formal, como Microempreendedor Individual – MEI;

Passo 5 – Usar o Marketing; Há um grande equívoco que as pessoas cometem em achar que marketing é publicidade, não é só isso, é preciso compreender melhor essa ferramenta e utilizá-la corretamente.

Passo 6 – Conheça a concorrência; Não é importante somente se conhecer bem, é importante conhecer bem que está no mesmo mercado que você, adiantar a estratégia do outro pode ser fundamental.

Passo 7 – Use a tecnologia: Atualmente há aplicativos que permitem captar mais clientes.

Não tenha dúvidas que se aprofundar no conhecimento desses passos proporcionará a você um diferencial que será fundamental para o desenvolvimento de sua carreira. Venha participar da Semana do Eletricista Empreendedor! Um evento 100% Online e 100% Gratuito!

semana do eletricista empreendedor

Tags, , ,

eletricista instalador miniatura artigo do blog

O ELETRICISTA INSTALADOR

A estrutura de um sistema elétrico e de instalações elétricas em geral exige o envolvimento de diversos profissionais, mas agora vamos destacar entre esses uma categoria que é de fundamental importância para este segmento, o eletricista instalador.

O Eletricista Instalador deve ter Qualificação Profissional?

O eletricista instalador deve ter qualificação profissional adequada, bem como todos os conhecimentos de normas e regulamentos que regem o funcionamento das instalações elétricas residenciais, públicas, comerciais e industriais (SENAI).

A capacitação supracitada pressupõe uma formação com sólida base teórica associada a conhecimentos práticos, que definirá um profissional não somente apto para atuar no mercado, mas além disso, diferenciado. É importante destacar isto pois há uma maior valorização para os aspectos práticos. E um certo desprezo ou subestimação das questões teóricas.

Mas a verdade é que uma complementa a outra, o profissional que possui uma forte base teórica e domina a parte prática é completo, já que sabe não somente como fazer, mas porque fazer, porque é daquele jeito, isso proporciona um destaque como diferencial sim, pois o cliente percebe que quem executa o serviço sabe perfeitamente o que está fazendo, percebe que aquele profissional tem total domínio da situação.

As Instalações Elétricas

As instalações elétricas possuem um determinado grau de complexidade que exige que aqueles que com elas lidam saibam o que, porque e como deve ser feito. De nada adianta um projeto bem elaborado, com todos os requisitos previstos nas normas, se for executado por um profissional sem a devida capacitação, em uma situação como esta a instalação está destinada a apresentar problemas além do normal ao longo de sua vida útil e, em alguns casos, precisa inclusive ser refeita, gerando retrabalhos, custos desnecessários e irritação do cliente.

Assim é importante destacar que a adequada atuação desse profissional é fundamental, uma vez que uma instalação malfeita pode gerar graves problemas, desde o consumo exagerado de energia elétrica ocasionado por fugas de corrente, a curtos circuitos, e até mesmo acidentes graves (Portal da Construção Civil do Rio de Janeiro).

Quanto mais este profissional investe em sua formação (não somente dinheiro, mas tempo, dedicação etc…), mais preparado estará para lidar com este importante elemento de uma edificação que são as instalações elétricas. Assim, além da formação básica, elementar para sua atuação, o profissional deve ter em mente a necessidade de sempre se reciclar e buscar seu aperfeiçoamento.

A NORMA NBR 5410

Qualquer profissional, seja de que área for, precisa seguir regras formais relativas a suas atividades, são instruções que visam padronizar procedimentos com foco sobretudo na execução bem-feita e na segurança do trabalhador e dos usuários. Com o eletricista instalador isso não é diferente, esse profissional precisa obedecer regras, no Brasil, as regras relacionadas aos aspectos técnicos são estabelecidas pela ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas, entre essas normas destacamos a NBR 5410 – Norma Brasileira 5410.

Importante!

Não confunda NBR com NR. As NBR’s são normas técnicas, estabelecidas através de debates, consensos e estudos relacionados ao tema e estipulam requisitos de qualidade, desempenho, segurança etc. e são, como já exposto acima, publicadas pela ABNT.

As NR’s, como a NR 10, por exemplo, são normas relacionadas com a segurança e medicina do trabalho e são publicadas pelo MTE – Ministério do Trabalho e Emprego.

Voltando à NBR 5410, é importante dizer que esta norma define as condições adequadas para o funcionamento usual e seguro das instalações elétricas de baixa tensão, lembrando que instalações em baixa tensão são aquelas com até 1000V em tensão alternada e 1500V em tensão contínua.

Essa norma estabelece regras importantíssimas a serem obedecidas na concepção e execução de uma instalação elétrica, como por exemplo, código de cores dos condutores, sistemas de aterramento, quantidade de tomadas mínima prevista em uma instalação, além de estabelecer uma série de nomenclaturas fundamentais para a definição das instalações elétricas.

MERCADO DE TRABALHO

Há uma série de motivos para você se tornar um eletricista instalador, mas destaco o mercado de trabalho, óbvio, sem vender ilusões, que todas as categorias, com raríssimas exceções, foram afetadas por essa crise brutal que afeta o país nos último anos, mas  o eletricista instalador sofre menos, sofre menos porque há muitas opções de ambientes de trabalho, como por exemplo, indústrias, comércio, construção civil, concessionárias de energia, entre outros, pode ainda trabalhar por conta própria, ser dono de seu próprio negócio, ser seu próprio patrão, um empresário do ramo, por que não? Isso é perfeitamente possível.

Não há um piso salarial único para a categoria em nível nacional, segundo o site www.guiadacarreira.com.br, de qualquer forma sobre os salário normalmente há o acréscimo de 30% de adicional de periculosidade, agora se você é um eletricista que trabalha por conta própria, seus ganhos dependem de você, se for um profissional bem qualificado, com um bom poder de persuasão e negociação e disposição para o trabalho, pode auferir ganhos superiores a R$5.000,00 por mês.

Outro aspecto importante diz respeito ao fato de que a profissão de eletricista não se extingue, quem faz uma obra, uma reforma, precisa geralmente de um eletricista.

Seja como for, lembre sempre disto, nada é fácil, assim é preciso sempre buscar o aperfeiçoamento profissional, estar atualizado e atento às oportunidades.

Tags, , , ,